‘Frutivagando’ – porque fruta no dente é refresco!

27 set

Papinho sobre papinha – parte 3

Divagando sobre frutas

Se você espera que seu filho seja popular em festas infantis, não leia este post – aliás, não leia qualquer coisa dita aqui sobre alimentação.  Nossos filhos [sim, porque o da Ma Morini é o gêmeo alimentar perdido do meu] fazem careta para batatas fritas… Recusam veementemente quando lhes oferecem salgadinhos e jamais foram fotografados lambuzados de bolo ou brigadeiro ou pirulito… Não pedem coca-cola [com ou sem rato], não ficam babando pela comida dos outros – a menos que sejam frutas. Daí, lascou-se – escondam suas frutas – especialmente as uvas-passas – esconda todas –  que os devoradores estão soltos e cada vez com a boca mais cheia de dentes pra tascar nelas!

Dica de Sexta - da nossa página no Facebook, acompanhe lá!

Dica de Sexta – da nossa página no Facebook, acompanhe lá!

É claro que cada um deles tem a sua fraqueza… a do Dimi é miolo de pão [e confetes de chocolate – mas esses ele come uma vez a cada aniversário infantil em que vamos, o que é raro] e a do Pi, é pizza [aliás, ainda hoje Ma Morini, sua mãe, publicou um comentário em protesto pelo fato do Pi falar ‘até pizza’ – piiii – e nada de mamãe. Bom, em defesa dele eu disse que a pizza, ninguém serve se a pessoa não pedir, já a mamãe é oferecida em livre demanda. Ela inteira, não só o tetêtis – Então… pra que chamar, né?] – mas chega de falar da vida dos outros que isso é coisa feia!

Sobre frutas e dentes nascendo: se a primavera (ou outra estação quentinha – vai saber onde vc mora…) já chegou por aí (mande ela pra cá, please!), frutas geladas e suas variações podem ser ótimas aliadas nessa fase [terrível, catastrófica, enlouquecedora] chatinha da chegada de novos dentes – além do gelo diminuir o inchaço, serve como um anestésico local, aliviando a dor das gengivas e é uma alternativa convincente quando o pequeno torturado pelos dentes não consegue comer mais nada.

Experimente bater abacate gelado com um tantinho de água (mineral e-ou filtrada) também gelada e um tantinho de mel ou açúcar mascavo – faça para a família toda: além de lindo, fica uma delícia! Querendo, você pode trocar a água por um tantinho – mas é coisa de uma colher de chá ou duas! – do leite com o qual a criança esteja habituada e pode também adicionar as tradicionais gotas de limão no abacate ;]

abacate gelado + água + açúcar mascavo = Hm!!!

abacate gelado + água + açúcar mascavo = Hm!!!

Outra opção delícia pra família toda é o sorvetinho de banana – preste muita atenção nos ingredientes que essa é difícil – você vai precisar de:

-banana

-banana e banana

A quantidade depende de quantas porções você quer – 2 bananas dão uma porção razoável para uma criança pequena.

Corte as bananas em rodelas, ponha num saco plástico, retire o ar e congele. Depois, bata (com um ♥ mixer-meu-amor ♥ ou liquidificador) e… pronto!

Receita MUI difícil: banana - corta, ensaca, congela, bate, come.

Receita MUI difícil: banana – corta, ensaca, congela, bate, come.

Pequena nota sobre bananas [porque tava tudo simples demais]

Entre os diversos tipos de banana, as mais recomendadas aos bebês são: prata, maçã ou nanica -mas como escolher? e não prende o intestino? qual a diferença entre elas?

  • Banana-maçã – tem 100 calorias a cada 100 gramas. Exala um perfume que lembra o da maçã. De polpa branca e macia é de fácil digestão, sendo a mais recomendada para iniciar a introdução alimentar dos bebês – tende a prender o intestino!
  • Banana-prata – boa durabilidade: podendo ser consumida até quatro dias depois de amadurecer. Não é das mais calóricas, são 89 calorias a cada 100 gramas (por outro lado, tb não é muito doce)
  • Banana-nanica (ou banana-d’’água) – o tipo mais popular no Brasil. tem 87 calorias a cada 100 gramas. É levemente laxante.

Independente do tipo de banana, sirva sempre aquelas já maduras, bem maduras (as com pintas pretas na casca) e, para evitar indigestão, especialmente para bebês de estômago sensível, descarte as sementes ( parte central da polpa – ‘o miolo pintadinho’ delas).

Para os maiores de 1 ano, outra delícia geladinha que vai bem nessa fase de dentes chatos é o iogurte natural gelado [eu tenho usado o grego] batido com um tantinho de mel (menos de uma colher de chá) e frutas: boas opções são pera, maçã, banana… morangos – se o pequeno não for alérgico e já beirar 1 ano e meio, que é para evitar alergias futuras – ou um mix delas!

E, por fim, mais prático que o danosinho, mais barato, nutritivo e bonito, tb [vale gelado, como as dicas acima], eis a atual sobremesa favorita do Dimi – O KIWI:

Além de muita vit C, o kiwi é rico em potássio, cálcio e fósforo - #chupa danosinho

Além de muita vit C, o kiwi é rico em potássio, cálcio e fósforo – #chupa danosinho

————————–

E lembre-se 5 frutas por dia é o ideal de um adulto – zero é um absurdo! Dê o exemplo!

Campanha momentânea [só neste post – pra não perder a piada]:

Não coma mosca – coma frutas! haha

——————–

Anúncios

Uma resposta to “‘Frutivagando’ – porque fruta no dente é refresco!”

  1. Lisa 27 de setembro de 2013 às 8:35 PM #

    Aqui em casa a uva passa é sucesso garantido [ameixa seca e damasco também são bem aceitos]. Então quando vou fazer alguma coisa e quero muito que o Michel coma, coloco uva passa… Por exemplo: esses dias fiz repolho, refogado com cebola e pimentões, Coloquei cenourinha ralada e ele não curtiu muito… Aí fui lá e pus uva passa: pronto, sucesso! heheheh

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: